Apresentando o ativismo de jovens indígenas. Liderando pelo exemplo: Anastasya Dita, Indonésia

Para celebrar o Dia Internacional dos Povos Indígenas de 2018, estamos apresentando alguns trabalhos fantásticos realizados por jovens ativistas indígenas do mundo todo.

Conheça a jovem dayak Anastasya Dita e saiba como ela está liderando pelo exemplo em Kalimantan, Indonésia.

Em que você tem trabalhado?
Venho trabalhando com a Fundação Ranu Welum desde 2016. Eu e os demais integrantes da equipe produzimos filmes, criamos workshops e realizamos eventos públicos. Em nossa primeira comemoração ao Dia Internacional dos Povos Indígenas, no ano de 2016, organizamos um evento em Palangka Raya que reuniu mais de
600 pessoas. Foi o primeiro grande evento que ajudei a organizar. Ele tinha como objetivo “descobrir nossa identidade”,
especialmente para nós da tribo dayak. Naquele evento, tive a oportunidade de aprender com muitas pessoas como elas se
adaptam a todo tipo de situação.

Neste mês de agosto, nós nos reuniremos novamente para uma grande celebração do Dia Internacional dos Povos Indígenas, e o
tema será “liderança indígena”. A ideia é resgatar vozes ancestrais e abraçar nosso patrimônio. O evento ocorrerá em três
diferentes locais, começando de 29 de agosto a 1.º de setembro em Palangka Raya. Depois, continuaremos com uma exibição itinerante em outras localidades, entre elas, Barito Oriental, Kalimantan Central e Barito Ocidental. O objetivo do evento é
capacitar líderes comunitários indígenas a atuarem como porta-vozes ativos em nome dos povos indígenas.

O que motiva você a fazer isso?
Minha motivação são as pessoas à minha volta que já passaram por tantas lutas.

Por que é importante que os jovens assumam a liderança nessas atividades?
Porque eles têm o poder e a coragem de levar a transformação às pessoas com quem convivem. Os jovens são a próxima geração
que preservará nossa cultura.

O que você gostaria que outros jovens do mundo fizessem com suas histórias?
Eu quero muito que todos os jovens tenham consciência e ajam. Não se silenciem com toda a luta que acontece à sua volta. Eu
adoraria proporcionar inspiração com esta história e que todos soubessem que são os verdadeiros defensores.
Minha cultura é mais do que um atributo que trago comigo; ela é parte da minha identidade.


O próximo evento em comemoração ao Dia Internacional dos Povos Indígenas da Ranu Welum em Kalimantan pode ser encontrado em

https://www.facebook.com/events/263258634450640/

Quem está envolvido

Sign up to our newsletter Subscribe