Skip to main content

Programa de Mentoria para Cineastas Emergentes

  • Profile

    Emmanuela Shinta é uma ativista e cineasta dayak com obra amplamente conhecida no Sudeste Asiático. Ela é a criadora da Fundação…

  • Profile

    Kynan Tegar é um jovem cineasta dayak iban autodidata de Sungai Utik, Kalimantan Ocidental. Desde que concluiu o ensino primário, ele…l.

Desenvolvimento de capacidade produtiva de capacidades

Desde 2013, a If Not Us Then Who? mantém conexão e amplifica a voz de comunicadores de todas as regiões de florestas tropicais.

Suporte à produção de filmes indígenas vibrantes

Resiliência e resistência cultural

Registro de conhecimentos ancestrais e promoção de orgulho e perfil de comunidades indígenas

Defesa de territórios e direitos indígenas

Obras narrativas digitais permitem denunciar injustiças e incursões ao mundo e catalisar a ação contra elas

Desenvolvimento de solidariedade

Compartilhar histórias e soluções entre distâncias até então inéditas

Biodiversidade

Os povos indígenas são guardiões de 80% de toda a biodiversidade do mundo, e seu direito à terra tem sido reconhecido como uma importante solução para os problemas climáticos.

Programa de Desenvolvimento Profissional para Cineastas Emergentes de 2021

O Programa de Desenvolvimento Profissional para Cineastas Emergentes é o mais recente capítulo do trabalho da If Not Us Then Who? com cineastas e comunidades indígenas. Esse projeto de três anos foi elaborado a partir de programas iniciais de capacitação em produção cinematográfica realizados no México, Nicarágua, Panamá, Peru, Indonésia e Brasil com diversos parceiros regionais para proporcionar desenvolvimento de capacidades entre os participantes à medida que ampliam sua produção e se estabelecem no setor cinematográfico.

Perspectivas Indígenas

A defesa de culturas, idiomas, linguagens e territórios é uma das principais características da comunicação e do cinema indígenas, conforme afirmado por aqueles de nós que têm trabalhado a partir de vários contextos para assegurar nosso direito de contar nossas histórias e, por meio delas, nos relacionar com outras pessoas e lutas.

 

A capacidade de construir outros significados de o que são nossos ancestrais, o que somos nós e o que desejamos para nossa geração futura afirma que nossas propostas possuem responsabilidade ampla e profunda, o que se relaciona com espiritualidade, diversidade e nossa visão de mundo.

David Hernández Palmar | Wayuu IIPUANA

En total, fueron seleccionadas 27 personas, entre las que se incluyeron 4 colectivos, para el año de inauguración del programa.

A través de este intercambio de conocimiento, esperamos seguir honrando a nuestros ancestros practicando el arte de la narrativa, el pensamiento crítico y el refuerzo de nuestra propia identidad.

David Hernández Palmar | Wayuu IIPUANA